JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 19 de maio de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ESPORTE

Messi faz dois, Coutinho marca e Barça goleia Lyon nas oitavas da Champions

Como o jogo de ida terminou com empate sem gols, os dois times precisavam de um triunfo por qualquer placar

14/03/2019 - 07:48:51. - Por Folhapress

Uma fria cavadinha e a ótima atuação de Messi abriram caminho para a goleada do Barcelona sobre o Lyon hoje (13), por 5 a 1, que classificou o time catalão para as quartas de final da Liga dos Campeões. O argentino fez dois gols e deu assistências para Piqué e Dembélé. Além disso, Coutinho marcou em boa jogada de Suárez..

Como o jogo de ida terminou com empate sem gols, os dois times precisavam de um triunfo por qualquer placar; evidentemente, o time catalão conquistou mais do que uma vitória simples. O adversário do Barça nas quartas será conhecido apenas depois de amanhã (15), em sorteio. Os times classificados são: Manchester City, Juventus, Manchester United, Tottenham, Porto, Ajax e Liverpool.

FORAM BEM: MESSI E SUÁREZ

Lionel Messi e Luis Suárez mostraram um ritmo tão acima dos demais que parecia trapaça de videogame. Aos 15 do primeiro tempo, o uruguaio foi derrubado por Denayer na área e sofreu pênalti - discutível, já que é possível argumentar que quem pisou no adversário foi o próprio jogador do Barcelona.

Indiferente à discussão, Messi pegou a bola e, com uma cavadinha no centro do gol, converteu a cobrança e mostrou não se sentir intimidado pela grande atuação de Cristiano Ronaldo ontem (12). Além disso, o camisa 10 já havia levado perigo antes, com chute para defesa de Anthony Lopes.

O argentino de 31 anos parecia um garoto incansável; mais de uma vez, correu para o campo de defesa e roubou a bola para o Barcelona. O segundo tempo teve crescimento do Lyon e preocupação para a equipe catalã, mas Messi logo acabou com o assunto: aos 23, gingou diante da marcação na área e chutou rasteiro.

O goleiro até chegou a tocar na bola, mas não conseguiu impedir o tento. O mesmo aconteceu poucos minutos depois, quando Messi foi garçom de Piqué e Dembélé nos dois últimos do Barcelona.

Enquanto isso, Suárez não fez gol, mas participou ativamente dos dois primeiros e distribuiu as jogadas com inteligência.

Além de ter sofrido a penalidade convertida por Messi, o uruguaio recebeu a bola pela direita do ataque, aos 30, cortou a marcação com frieza e tocou para Coutinho. O brasileiro veio de trás e não teve goleiro à sua frente, o que facilitou o trabalho de empurrar a bola para a rede.

Suárez voltou a brilhar aos 36 com um lindo drible da vaca na intermediária. A marcação do Lyon tentou interromper a jogada, mas, no fim, a bola acabou sobrando no pé do próprio uruguaio na entrada da área. O camisa 9 girou e chutou rasteiro, tirando tinta da trave. Merecia um gol.

FOI MAL: ATAQUE DO LYON

Curiosamente, o Barça teve de investir bastante no contra-ataque em velocidade. Ou seja, o Lyon chegou a ter posse da bola em seu campo de ataque e não atuou recuado, mas demorou muito para levar perigo de verdade e ocupou os espaços com pouca inteligência diante da boa defesa azul-grená.

O time francês só melhorou neste sentido aos 13 do segundo tempo, quando Depay cruzou para a área, Marcelo escorou e Tousart chutou para o fundo da rede. Antes disso, a melhor chance do Lyon ocorreu aos 19 da etapa inicial.

Segundos antes de sofrer a lesão que o tirou do jogo (leia abaixo), Anthony Lopes saiu do gol correndo para impedir Coutinho de dominar a bola e conseguiu criar um contra-ataque. Dembélé correu, brigou e chutou para fora com desvio de Lenglet.

COUTINHO MARCA, MAS NÃO IMPRESSIONA

A fase ruim de Philippe Coutinho com a camisa do Barcelona parece não ter fim. Criticado por torcida e imprensa na Espanha, o brasileiro marcou graças à boa jogada de Suárez, na qual ele só teve de tocar a bola de leve para o gol, mas mais uma vez não esteve inspirado. Foi substituído aos 25 do segundo tempo e é novamente contestado nas redes sociais.

Apesar de ter sofrido os gols de Messi e Coutinho, Anthony Lopes fez boas defesas no primeiro tempo e impediu um placar ainda pior para o Lyon. No entanto, um choque com Coutinho aos 20 minutos fez com que ele tivesse de sair aos 33, sob aplausos.

Neste intervalo de 13 minutos entre a queda de Lopes e a substituição, Gorgelin teve um bom tempo para se aquecer à beira do gramado. Mostrou segurança em seus primeiros lances e ainda impediu um gol de Messi aos 39 do primeiro tempo, ao espalmar o chute rasteiro, mas não evitou a goleada.

BARCELONA
Ter Stegen; Sergi Roberto (Semedo), Piqué, Lenglet e Alba; Arthur (Vidal), Sergio Busquets e Rakitic; Messi, Suárez e Coutinho (Dembélé) T.: Ernesto Valverde

LYON
Anthony Lopes (Gorgelin); Denayer, Marcelo e Marçal; Dubois, Mendy (Cornet), Ndombele, Fekir e Tousart; Dembélé e Depay (Traore) T.: Bruno Genésio

Estádio: Camp Nou, em Barcelona (Espanha)
Árbitro: Szymon Marciniak (Polônia)
Auxiliares: Pawel Sokolnicki e Tomasz Listkiewicz (ambos da Polônia)
Cartões amarelos: Lenglet (Barcelona); Marçal, Dembélé (Lyon) Gols: Messi, aos 17 do primeiro tempo e aos 23 do segundo, Coutinho, aos 30 minutos do primeiro tempo, Piqué, aos 36min do segundo, e Dembélé, aos 40 (Barcelona); Tousart, aos 13min do segundo tempo (Lyon)

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia