Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Dr. Jos Fbio Lana - 11/10/2011

Deficincia de vitamina D: uma epidemia em um Brasil tropical

Compartilhar:

josefabiolana@institutomor.com.br
Ortopedista, Especialista em Medicina Esportiva e Regeneração Tecidual • Diretor do Instituto de Pesquisas em Medicina Esportiva, Ortopedia e Regeneração (IMOR) www.institutomor.com.br

Deficiência de vitamina D: uma epidemia em um Brasil tropical


É consenso entre diversos pesquisadores do mundo todo que a população vive uma verdadeira epidemia de deficiência ou insuficiência de vitamina D. Essa afirmação se torna ainda mais alarmante quando se trata do Brasil, um país tropical onde a incidência solar nos permitiria manter um nível satisfatório de vitamina D durante o ano todo, principalmente nas regiões mais quentes.
Estudos mostram que entre 50% e 78% da população mundial apresenta menos de 30 ng/mL da forma ativa da vitamina D no sangue, a 25-hidroxi vitamina D, o que aumenta a ocorrência de doenças degenerativas. Essa deficiência atinge duas vezes mais pessoas acima de 55 anos em comparação a pessoas mais jovens. Estudo recente, feito com 136 adolescentes entre 16 e 20 anos, 60% deles apresentou insuficiência de vitamina D relacionada principalmente com a falta de ingestão de alimentos ricos em vitamina D e cálcio, com média de concentração de 29 ng/mL dessa vitamina no sangue. Entre crianças, um estudo mostrou deficiência em até 46% delas. Além da idade, a cor da pele, o tipo de vestuário, o clima da região, as estações do ano, a alimentação e o hábito de exposição ao sol são fatores que influenciam o nível de vitamina D.
Segundo o presidente do Conselho de Vitamina D, Dr. John Cannell, os valores seguros e comprovadamente não-tóxicos requeridos por um adulto são de 4.600 a 10.000 UI (unidades internacionais) de suplemento de vitamina D.
A suplementação é uma forma de manter o nosso nível de vitamina D satisfatório, atuando a favor da nossa saúde. No entanto, os valores de referência que observamos nos exames de 25-hidroxi vitamina D realizados no Brasil são, de acordo com as pesquisas mais recentes, inadequados. O limite mínimo satisfatório de 30 ng/mL registrado nos exames já é considerado insuficiente por muitos pesquisadores.
Atualmente, de 50 a 75 ng/mL é considerado o intervalo de referência adequado de vitamina D, sendo aconselhado manter hábitos alimentares e de exposição solar. Entre 75 e 100 ng/mL seria considerado um nível ótimo e sem necessidade de orientações de estilo de vida. Indivíduos com resultados abaixo de 50 ng/mL estão mais sujeitos a doenças e necessitam de suplementação. Resultados abaixo de 25 ng/mL são preocupantes e requerem tratamento com altas doses de suplemento de vitamina D, também chamada de calciferol.
Cerca de 2.000 UI de vitamina D são geradas com 20 a 30 minutos de exposição à luz solar sem protetor solar ao meio-dia, em uma pessoa de pele clara. No geral, a exposição feita dessa forma, de duas a três vezes por semana, é suficiente, sendo que pessoas de pele morena a negra podem necessitar exposição solar de duas a 10 vezes maior.
Como já dito, é preciso encontrar um equilíbrio entre os benefícios e os riscos que a exposição aos raios solares UVB podem trazer à nossa saúde, pois agora já sabemos que tanto o exagero quanto a falta podem ser prejudiciais.

Referências
Holick MF. The Vitamin D Solution. Life Extension Magazine. 2010 Sep.
Pearce SHS, Cheetham TD. Diagnosis and management of vitamin D deficiency. BMJ. 2010 Jan; 340:142-7.




EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Aps anunciar que o IPVA poderia ser parcelado somente na capital, Detran/MG estendeu a forma de pagamento ao interior, inclusive Uberaba, que tem dois postos credenciados. Voc pretende aproveitar e parcelar o pagamento?






JM FORUM
PMU conseguiu financiamento para construir viaduto na rotatria do Parque Fernando Costa e o edital dever ser lanado em breve. Contudo, a obra divide opinies. Voc acredita que o viaduto trar benefcios prticos ao trnsito no local?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018