JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 18 de junho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Penso, logo existo

Estava pensando sobre o pensamento. Costumava dizer para as minhas filhas que somente pensar

05/01/2019 - 00:00:00. - Por Ricardo Cavalcante Motta

Estava pensando sobre o pensamento. Costumava dizer para as minhas filhas que somente pensar o pensamento é mais importante que o próprio pensar. É relevante apurar o pensamento, afinal o pensamento negativo faz mal. Pensar com consciência é delicioso. Vai se tornando um hábito, depois um virtuoso vício. Há quem chegue ao ponto de atrever pensar pelo outro. Mera pretensão, uma fantasia vazia que não alcançaria jamais eficácia. Afinal, somente ao parar para pensar consigo é que o pensamento pode alcançar alguma essência de existir em si mesmo. É certo que o pensamento é como o infinito, é divino e é constitutivo de um ser. Penso, logo existo. Tenho uma amiga que de modo enigmático diz existir um recôncavo profundo na mente onde se abrigam nossos mais íntimos, impenetráveis e inconfessáveis pensamentos, ainda que o pensante jure diferente. Neste, o eco do pensar retumba para dentro de si, afinal o pensamento calado não se decifra, é impermeável e ilimitável. Não há cárcere para o pensamento. Mas, embora o coração não pense para bater, também não vive sem o pulsar do pensar para ser o símbolo da emoção. Ocorre que não se tem pensado no pensar. Vai se levando a vida no automático da batida muscular do coração, preenchendo-se a caminhada apenas com tarefas e ocupações, nada mais. No final do dia não se pensa na essência do dia que foi, não se pensa no que virá. Toca-se a vida como boi no meio da boiada. Também há a categoria, talvez até mais sofrida, que só pensa no que pensam de si, que não constrói seu próprio pensar. Pense nisso. Pense em si. Pense positivo. Construa-se, sem medo, sem fuga, sem covardia, sem vergonha. Goste-se. Renove-se. Reinvente-se se for o caso, mas exista.

(*) Juiz de Direito

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia