JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 19 de agosto de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

Espírito de javali

Caro amigo leitor, continuo respirando, não tem sido nada fácil. Como dizia Dom Paulo

08/08/2018 - 21:00:43. - Por Leuces Teixeira Última atualização: 08/08/2018 - 21:00:59.

Caro amigo leitor, continuo respirando, não tem sido nada fácil. Como dizia Dom Paulo Evaristo: caminhar é preciso. Então, apesar dos pesares, precisamos caminhar, não tem jeito. Quero parabenizar o artigo da doutora Marcia Moreno, no último domingo, inteligente e muito ligada nos fatos – tanto passado, presente e previsões de futuro, enfim, pessoa do mais alto gabarito. A doutora Marcia escreveu sobre os espíritos de porco; hoje, quero escrever sobre os espíritos de javali!!! 

O leitor sabe que advogo, leciono em curso superior, ando pela cidade, converso com as pessoas, adoro um boteco, enfim, não faço acepção de quem quer que seja, ou seja, falo com todo mundo.

Daí, nesse contexto de interagir, inclusive, no mundo presidiário, forense e político, percebo o quanto existe o tal espírito de javali. Vou explicar. Sob minha ótica, pode ter certeza, não é nenhum elogio, pelo contrário, trata-se de indivíduos com qualidades negativas, fúteis, dissimulados, corruPTos, que sempre estão olhando para o próprio umbigo.

Vamos lá, aprofundando ainda mais. Hoje – quinta-feira (09/08), às 22h – tem debate dos presidenciáveis na Rede Bandeirantes de televisão. Vai ser um verdadeiro desfile de espíritos de javali. Alguém duvida? Que assista então. Os nomes: Bolsonaro, Alckmin, Ciro, Álvaro Dias, Marina, Henrique Meirelles, Cabo Daciolo e Guilherme Boulos; ao que tudo indica, João Amoêdo, do Partido Novo, não participa, teve problemas com a emissora.

Não tenho dúvida que alguém possa querer “melar”, na Justiça, buscando uma liminar, para tirar proveito, ou seja, impedir o “debate”. Os peTralha$$, por exemplo. Só faltava essa, o PT buscando na Justiça o direito de o molusco sem dedo participar por videoconferência. Até defendo o direito desse traidor da pátria de participar de videoconferência, mas na qualidade de réu, em audiência criminal, sendo interrogado, na forma de lei, pelos desmandos comedidos em desfavor do povo brasileiro.

Recomendo que o amigo leitor assista ao “debate”, vai ser um grande espetáculo de pirotecnia, uma grande opereta bufa, um bando de bufões. Vai ter desde coronel enrustido (Ciro); salvador da pátria, bate e arrebenta (Bolsonaro); picolé de chuchu, não tem cheiro de nada (Alckmin); renunciei minha aposentadoria de governador, discurso único (Álvaro Dias); sei tudo de economia, mas nunca resolvi nada (Henrique Meirelles); Chiquinha do humorístico Chaves, sempre agarrada numa árvore e olhando pro céu (Marina Silva); eu entendo de tudo, mas não explico nada (Guilherme Boulos); eu apago fogo, pego na mangueira (Cabo Daciolo, bombeiro militar). 

Haja estômago no dia de hoje, mas temos que assistir, escolher o menos pior. Explicando: quando menciono o termo – espírito de javali –, é algo extremamente perigoso, guloso, rude, pernicioso, dissimulado, acaba com tudo que vê pela frente, de hábito noturno, e perambula em bandos, sempre cheirando o rabo do outro, podendo, dependendo do ataque perpetrado, mutilar pessoas, inclusive levando a óbito, sem dó e piedade. DEUS PAI, tenha misericórdia de nós. Vejam o que PT fez com o BRASIL.

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia