JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 19 de agosto de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

O mau humor espanta a prosperidade

Você já se deu conta do quanto o mau humor tem atrapalhado sua existência

- Por Eliana Barbosa Última atualização: 03/08/2018 - 19:18:42.

Você já se deu conta do quanto o mau humor tem atrapalhado sua existência – seus relacionamentos, seu trabalho, seus negócios? Algumas vezes, é você que acorda de mal com a vida, e outras, aqueles ao seu redor é que espalham o pessimismo e reclamações sem fim... 

Sabendo que a prosperidade passa longe das pessoas mal-humoradas, eis, então, cinco dicas para você reagir e agir quando começar a sentir que pesadas energias estão rondando seus caminhos:

1. Ao se perceber negativo e reclamando de tudo, dê uma pausa em sua atividade, respire fundo e faça uma prece pedindo a Deus lucidez para agradecer as bênçãos em sua vida! Sua vibração irá suavizar e, assim, mais leve, use seus pensamentos para sonhar e planejar um futuro alegre e bem-sucedido!

2. Outra medida interessante é escutar músicas que lhe tragam boas lembranças, que o façam sorrir de novo, ou mesmo rever fotos de pessoas que alegram seu coração. Em meu caso, como sou muito romântica, ouço o dia inteiro baladas americanas, em uma rádio da internet, e, ao me sentir baixo-astral, pego meu celular e começo a ver fotos de meus netos, amorosos e sorridentes. Não há mau humor que resista...

3. Se você convive com alguém pessimista, paciência e compaixão! Você não vai mudar o outro se ele não quiser mudar, então, pare de insistir e sofrer por algo que não depende de você. E, sem críticas e cobranças, procure entender os motivos dessa pessoa.

4. Acima de tudo, esteja atento para que a negatividade dos outros não o contamine, não o faça brigar, chorar e perder as esperanças em dias melhores.

5. Há duas formas de se proteger do mau humor de quem está ao seu lado: em primeiro lugar, imagine-se dentro de uma bolha de luz, resguardado de toda e qualquer energia negativa; e, em seguida, pratique o silêncio. Fuja da maledicência, mesmo que você tenha que inventar um telefonema para fazer ou correr para o banheiro. Não permita, jamais, que seus ouvidos sejam transformados em cesto de lixo de quem não gosta da vida! 

(*) Life coach, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento, apresentadora de programas em TV e rádio, e ministra palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos
www.elianabarbosa.com.br
eliana@elianabarbosa.com.br

 

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia