Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Karim Abud Mauad - 20/11/2017

Tiros e Livros

Compartilhar:

Neste dia da Consciência Negra, que muito bem poderia ser também amplificada para a Consciência Humana, quero abordar um tema muito falado, raramente tratado com a responsabilidade necessária, que é o binômio educação e cultura. Não vou me ater aos meandros de ver esta abordagem como distinta ou diversa, pois me alinho entre os que entendem educação e cultura como um binômio indissociável. Considero vitais os processos de ensinar e aprender e a plenitude da necessidade humana de manter vivo o amor pelo saber e sua inquietude entre razão e liberdade; a educação é o caminho para a transmissão da cultura, aproximando o jovem de suas comunidades, famílias e, com isso, levando-o à necessária aproximação das artes. Esta importância capital para o futuro da nossa e de qualquer nação nos permite perceber a razão de tantas polêmicas e discórdias com a excessiva politização e ideologização de nossas escolas país afora, do Básico ao Superior, nas públicas e privadas. Esta contextualização veio como pano de fundo para falar de dois eventos que me impressionaram neste mês de novembro.

O primeiro, a reedição dos filmes de faroeste americano, quando os bandidos entravam nas cidades e intimidavam a população, inclusive o xerife, sitiando e saqueando a todos indistintamente. No famigerado 06/11/2017, Uberaba experimentou o que alguns convencionaram chamar abrasileiradamente de “novo cangaço do século XXI”. Foi deprimente, assustador e conheço pessoas traumatizadas com o processo até hoje, principalmente as que estavam na linha de tiro ou na região da ação. O imprescindível foi constatar que de fato aquele episódio serviu para demonstrar a falência do Sistema de Segurança Nacional. Foi o caos e está a exigir grande responsabilidade de todos nesta reconstrução, visto o escárnio da bandidagem para com o sistema, não deixando ninguém mais ou menos confortável; seja no Executivo, Legislativo, Judiciário, forças policiais, MP, imprensa, cidadãos, enfim, existe uma guerra nas ruas e ela está sendo perdida. Nada de esperar 2018, essa guerra precisa ser vencida ou minorada agora.

O segundo foi a realização na vizinha Araxá, entre os dias 15 e 19/11/2017, da 6ª Edição do Festival Literário de Araxá (Fliaraxá), onde estive como visitante e pude participar de um momento rico do resgate cultural Brasil e Portugal, passando de fato pelos países de língua portuguesa (quinta língua mais falada no mundo) e perceber o quanto pode ser feito para as populações desses países. Todos ganham ao ter acesso à cultura; neste caso específico, a Literatura permite ao ser humano conhecer o mundo novo, que vem com a leitura e a escrita. Temos muito a avançar e confesso que, durante o evento, fiquei feliz ao encontrar uberabenses das nossas escolas e universidades (professores, alunos, coordenadores) e perceber a quantidade de escritores uberabenses que lançaram livros e, também, falaram nos diversos painéis do Festival. Nossa ALTM, junto à Fundação Cultural, poderia fazer um movimento literário com eles aqui, na Terrinha. O tema de lá, Língua, Leitura e Utopia, pode, sim, contribuir para um mundo melhor. Parabéns aos organizadores e apoiadores dessa iniciativa! Temos caminho. “Saramago que o diga”!!!

Encerro com a utopia de acreditar que Livros combatem Tiros, mesmo que no curto prazo medidas mais sérias precisem ser tomadas, lembrando que o leite não está ainda todo derramado. Vamos separar o joio do trigo.

(*) Karim Abud Mauad
karim.mauad@gmail.com

 




EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Os vereadores aprovaram em segundo turno, por 13 votos a um, o aumento do nmero de cadeiras para a prxima legislao, em 2021. Voc concorda com a proposta?




JM FORUM
Empresas do transporte coletivo solicitam aumento de cerca de 10% no valor da passagem, que pode chegar a R$ 4,17 em 2018. Na sua opinio, o que poderia justificar este aumento?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017