JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 13 de novembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Sistema de bloqueio de celulares recebe mais de 50 solicitações semanais em Minas

Os dados se referem aos primeiros quatro meses da tecnologia, que está à disposição do cidadão desde julho

08/11/2018 - 07:32:15. Última atualização: 08/11/2018 - 07:35:06.

Em quatro meses de vigência, a Central de Bloqueio de Celulares (Cbloc) recebe 50 solicitações por semana, segundo dados do governo de Minas. A iniciativa permite que o cidadão roubado ou furtado interrompa o fornecimento de seu aparelho celular com apenas três cliques, por meio do fornecimento de informações pessoais e dados do celular. O Cbloc vale para as ocorrências registradas nas 48h anteriores ao acesso; passado esse período, o cidadão pode requerer o bloqueio em uma unidade de polícia Militar ou Civil. 

Dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) indicam queda de 30% nas ocorrências de roubo/furto de aparelhos celulares desde a instalação da Cbloc. De janeiro a setembro de 2018, foram 32.651 registros, contra 47.096 no mesmo período de 2017. As principais vítimas do crime são do sexo feminino e têm entre 18 e 24 anos. 

O Cbloc opera online e está hospedado na página da Sesp. Após o recebimento da solicitação, os profissionais da pasta providenciam a inutilização do aparelho junto à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em até 24h. 

Antes, o cidadão precisava ter em mãos o número da Identificação Internacional de Equipamento Móvel (IMEI) do telefone para bloquear o seu aparelho (o dado normalmente está inscrito na caixa do celular), fazendo contato direto com a Anatel ou com a operadora via telefone para solicitar o impedimento.

Com o novo serviço, as vítimas de roubo e furto garantem o bloqueio de forma mais ágil, online e usando apenas o número da linha. Inutilizados, os aparelhos perdem valor de mercado e ficam menos atrativos para criminosos. 

*Com informações do Estado de Minas

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia