JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 25 de junho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Mutirão do Ultrassom registra cerca de 900 pacientes faltosos

Faltas não justificadas prejudicam redução da fila eletrônica. Pacientes confirmam a presença, mas não comparecem

19/03/2019 - 10:50:06.

Mutirão de Ultrassom contabiliza 873 faltas até o momento. A ação é parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde e o Hospital José de Alencar (Hospital Regional), com intuito de reduzir a fila eletrônica para exames de imagem, como o ultrassom e eletrocardiograma no município, e acontece desde o dia 4 de fevereiro. Contudo, muitos pacientes confirmam presença, mas não comparecem, prejudicando o andamento dos atendimentos.

Segundo a chefe do Departamento de Atenção Especializada, Sheron Hellen da Silva, o objetivo do Mutirão é realizar 13 mil exames de ultrassom e 3 mil eletrocardiogramas até julho, mas em balanço quinzenal do Hospital Regional, até o dia 11 de março foram 1902 agendamentos confirmados, com apenas 1079 realizados. O percentual de pessoas presentes deu 57%, ou seja, 43% das pessoas que confirmaram o agendamento faltaram.

“O Mutirão poderia estar andando mais rápido, pois o médico está lá à disposição e essa pessoa que faltou tirou a disponibilidade de outra pessoa ir. Por exemplo, as quase 900 pessoas que faltaram, se tivessem avisado que não iriam, poderíamos ter chamado outras 900 no lugar e não chamamos, por esses faltantes terem confirmado”, destaca Sheron.

Mutirão. O agendamento é realizado pela Secretaria de Saúde, que fará as ligações informando o dia e horário do exame. Às terças, quartas e quintas, há atendimento noturno, mas para atender quem não pode ir durante o dia, bem como aos sábados e no domingo no período da manhã e da tarde. O objetivo é agilizar o atendimento com relação à realização do exame e diminuir a espera na fila eletrônica. É preciso apresentar o pedido do ultrassom, RG, CPF e comprovante de endereço no dia do exame. O Mutirão irá atender pessoas a partir de 14 anos de idade. Jovens entre 14 e 17 anos devem estar acompanhados do responsável legal no dia do exame.

A chefe do Departamento da Atenção Especializada orienta que idosos com alguma dificuldade cognitiva ou de mobilidade também estejam acompanhados e ressalta: o paciente que falta precisa repetir todo o procedimento de passar pela consulta com o clínico, para poder receber o encaminhamento médico e entrar na fila para realizar o exame ou a consulta. “Pedimos que as pessoas não faltem, a equipe da Fila Eletrônica sempre liga, então é só avisar que não vai poder ir, caso ela confirme e precise cancelar, ela pode ligar até 48 horas antes da consulta no telefone 3331-2745”, orienta Sheron.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia