JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de maio de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Transporte de passageiros por aplicativos continua irregular

Legislação regulamentou a atividade na cidade, mas empresas precisam providenciar a regularização fiscal para sair da clandestinidade

13/03/2019 - 00:00:00. - Por Luiz Gustavo Rezende Última atualização: 14/03/2019 - 14:45:15.

Nem uma empresa que realiza transporte de passageiros por meio de aplicativos fez o devido cadastro junto à Prefeitura Municipal de Uberaba (PMU), faltando dois dias para vencer o prazo de regularização fiscal. Desta forma, continuam sem arrecadar impostos para a cidade de Uberaba. A situação já havia sido noticiada pela coluna Falando Sério, do Jornal da Manhã

Wellington Cardoso Ramos, secretário de Trânsito, afirma que nem uma das empresas procurou o setor para fazer o cadastro. Cardoso lembra que a situação é delicada, pois muitas pessoas trabalham e tiram o sustento da família por meio da parceria com os aplicativos de passageiros. Porém, ressaltou que as devidas sanções serão aplicadas à empresa. “Vamos aplicar todas as multas devidas, isso é clandestinidade na cidade”, esclarece. Ele afirmou que é lamentável, pois as empresas queriam uma legislação que a regulamentasse, mas agora, com a legislação vigente, a empresa não se regulariza. “As empresas queriam que tivesse a lei, agora que tem, eles não fazem a parte que devem fazer”, reclama. 

Para se ter ideia do tamanho da dificuldade enfrentada pelo Executivo, a PMU não tem nem um número aproximado do tamanho da sonegação fiscal praticada pelas empresas. Nem o número aproximado de trabalhadores que prestam serviços para aplicativos de passageiros em Uberaba. 

A reportagem tentou contato com a 99 e com a Uber. Nem uma das empresas retornaram posição à reportagem. A Uber, empresa com maior número de clientes em Minas Gerais, possui 1,5 milhão de usuários e 35 mil motoristas parceiros. A Cabify respondeu que não possui operações em Uberaba.  


 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia