JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de maio de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Mudança de trajeto de linha gera superlotação em ônibus coletivo

Usuários dizem que a linha já atuou com intervalos de 15 minutos e agora chega a 30 e circula com número excessivo de passageiros

20/02/2019 - 00:00:00. - Por Luiz Gustavo Rezende Última atualização: 20/02/2019 - 07:55:51.

Leitor/JM


Passageiro enviou imagem por meio do aplicativo whatsapp ao Jornal da Manhã comprovando a superlotação

A grande demanda de passageiros e ônibus de 30 em 30 minutos têm gerado superlotação na linha 59 do transporte coletivo urbano, que faz o trajeto do Cássio Resende passando por vários bairros até a Universidade de Uberaba (Uniube). Reclamações foram enviadas ao Jornal da Manhã na tarde de ontem (19). 

Passageiro, que necessita utilizar o ônibus diariamente, narra que os problemas começaram após as mudanças no trajeto do veículo que obrigaram o ônibus a passar pelo terminal Oeste. “O ônibus sai do terminal praticamente lotado e depois pega gente na cidade toda”, explica.

Outra reclamação é de que antes do novo trajeto havia ônibus a cada 15 minutos, o que atendia a demanda. Ainda de acordo com informações do passageiro, as mudanças no trajeto fizeram com que os veículos transitassem em mais bairros. “O trajeto da linha Cássio Resende atende por volta de 10 conjuntos habitacionais”, enumera.

O reclamante, morador do bairro Guanabara, relata que pedidos para aumento no número de veículos já foram enviados à Prefeitura Municipal de Uberaba (PMU), mas nada foi feito. “A gente pede que aumente a frota pelo menos no horário de pico”, esclarece.

Ele ressalta que esta semana houve episódio que o motorista deixou pessoas no ponto devido à superlotação e, em outro caso, pela falta de visibilidade, o motorista acionou o fechamento da porta enquanto o passageiro descia a escada. O acidente só não foi consumado porque outros passageiros fizeram alerta ao motorista. 

A Prefeitura Municipal de Uberaba (PMU) foi procurada e afirmou, por meio de nota, que “a frequência da Linha 59 - Cássio Resende/Uniube no período matutino é de 22 minutos de pico e no vespertino é de 25 minutos de pico e que a superintendência acompanha a demanda diariamente - caso seja tecnicamente necessário será melhorada a frequência de ônibus. 

Vereadores querem análise do Procon para a cobrança de tarifa diferenciada. O valor diferenciado a ser cobrado no transporte público em Uberaba, com a entrada em vigência do degrau tarifário, deverá ter novas discussões. Solicitação de parecer apresentado ontem (19) na Câmara Municipal de Uberaba (CMU) foi enviada à Fundação Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) e pede que a instituição apure a política de preços que deverá entrar em vigor na cidade no dia 11 de março. 

Vereador Almir Silva, autor da solicitação, revela que fez consulta a advogado especialista em direitos do consumidor e afirmou no Plenário da CMU que, em sua opinião, a diferença no preço maior para quem paga com dinheiro em espécie fere o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

A nova política de preços, anunciada no início deste mês, estipula tarifa de transporte público para quem paga em dinheiro a R$4,50 e para quem usa o cartão do transporte é debitado de seu saldo R$4,25. 

Durante entrevista ao programa JM News 1ª edição da Rádio JM, também no início deste mês (6/02), o prefeito Paulo Piau afirmou que a medida tinha como objetivo “desestimular o uso do dinheiro” para pagamento da tarifa de transporte público, o que atrai criminosos e gera assaltos aos ônibus.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia