JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de janeiro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Prefeitura prepara mais turmas para curso de brigada nas unidades escolares

Objetivo é capacitar profissionais da educação para situações de risco, como incêndios e primeiros socorros

13/01/2019 - 00:00:00. Última atualização: 13/01/2019 - 08:58:00.

Equipes das secretarias de Educação (Semed) e de Administração (SAD), por meio da Seção de Segurança e Medicina do Trabalho (Semetra), já preparam mais 20 turmas do Curso de Brigada de Incêndio e Primeiros Socorros para 2019. Uberaba é uma das poucas cidades de Minas a cumprir a Lei Lucas, aprovada em 2018, com o objetivo de capacitar profissionais da educação para situações de risco como incêndios e primeiros socorros. 

Até dezembro do ano passado, cerca de 450 profissionais que trabalham em escolas e Cemeis do município recebem treinamentos teóricos e práticos sobre primeiros socorros e prevenção de incêndios. A ideia, segundo a coordenadora do projeto pela Semed, Patrícia Mustafa, é de promover o curso ao mesmo número de profissionais neste ano. Ela ainda afirma que a formação, além de cumprir às exigências legais, com aval do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, prepara os profissionais para agirem correta e proativamente em casos de acidentes e incidentes nas unidades escolares.

Um simples tombo ou engasgo na escola pode ser resolvido se os funcionários estiverem preparados para socorrer. Lemar de Oliveira Júnior, chefe da Semetra, considera a parceria um ganho para a segurança dos profissionais, alunos e famílias e, também, para a economia do município, já que o curso, se fosse ministrado por uma empresa particular, seria de grande impacto financeiro. O curso é composto por teoria e prática, quando os alunos participam aprendendo a conter o fogo e fazer o atendimento de primeiros socorros.

O curso tem duração de 12h e deverá retornar em fevereiro. Todos os profissionais de unidades escolares de educação infantil (0 a 5 anos) deverão participar do curso e os de ensino fundamental, apenas 40% do pessoal.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia