JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 22 de março de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Sind-UTE critica escala anunciada por Romeu Zema para pagar funcionalismo

O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas criticou a escala de pagamento anunciada pelo governo do Estado

11/01/2019 - 00:00:00. - Por Marconi Lima

O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) criticou a escala de pagamento anunciada pelo governo do Estado. Por meio de nota divulgada em seu site, o Sind-UTE alega que o governo não fez nenhuma reunião com as entidades representativas do conjunto do funcionalismo para tratar desse que é um assunto tão importante e crucial para a sobrevivência daqueles que precisam receber em dia os seus salários. 

O sindicato alega ainda que a escala anunciada penaliza o conjunto do funcionalismo, uma vez que estica o prazo de quitação dos salários até o fim do mês de janeiro. “Com isto, o novo governo impõe sacrifícios tamanhos aos servidores e servidoras do Estado”, diz a nota. Por fim, a entidade alega que o governo não fez qualquer referência ao pagamento do 13º salário, que por lei deveria ter sido pago no mês de dezembro de 2018 e, por meio da imprensa, tem dito que não tem data para pagá-lo. O Sind-UTE/MG destacou que “refuta essa postura do governo Zema, que não abre canais de negociações e mantém-se numa postura de ignorar o conjunto do funcionalismo público estadual e suas entidades representativas”.

A escala anunciada pelo governo é a seguinte: dia 14, pagamento de R$2 mil para todo o funcionalismo, incluindo aposentados e pensionistas; no dia 21 será acertada mais uma parcela com limite de até R$1 mil para as carreiras da Saúde e da Segurança Pública, no caso de quem tenha salários acima de R$2 mil; e dia 28 será feito o restante do pagamento para os serviços que ainda tiverem o que receber.

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia