JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 22 de março de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Sind-UTE pede a Romeu Zema a urgente abertura de negociação com a categoria

A solicitação foi feita com urgência, considerando que situações essenciais precisam ser resolvidas

10/01/2019 - 00:00:00. - Por Marconi Lima

Direção estadual do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) solicitou ao governador Romeu Zema (Novo) que abra processo de negociação com a entidade. A solicitação foi feita com urgência, considerando que situações essenciais precisam ser resolvidas como a data de pagamento do salário de dezembro, o pagamento do 13º salário, o quadro de escola para 2019 e o processo de designação. 

Com a publicação da Portaria Interministerial nº 6, de 26/12/18 pelo Ministério da Educação e Cultura, também se faz necessário o processo de negociação para o cumprimento da lei estadual 21.710/15 e Emenda Constitucional 97/18.

Em dezembro do ano passado, a entidade, por meio de seu site, informou que já acionou a Justiça e espera decisão para as ações que está movendo.

O Sindicato reafirmou que é contra o parcelamento e o escalonamento dos salários e defende a sua quitação no 5º dia útil.  Estas foram algumas das reivindicações das mobilizações de 2018. Também reforçou que o 13º salário é um direito de todo trabalhador, cabendo ao governo do Estado pagá-lo integralmente no mês de dezembro.

O Sind-UTE recorreu mais uma vez ao Judiciário para que o pagamento do 13º salário fosse garantido integralmente. O Mandado de Segurança foi impetrado no dia 11 de dezembro de 2018. 

Recursos. Ainda no governo passado, o sindicato manifestou-se lembrando que a Educação tem recurso próprio, vinculado à Manutenção e Desenvolvimento do Ensino (MDE) e o salário-educação (QESE), que poderiam ter sido destinados para o segmento, mas não foram.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia