JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 19 de janeiro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

INSS reduz quadro de servidores e digitalização não agrada usuários

Atualmente, 34% da mão de obra do órgão está em condição de se aposentar, fazendo com que houvesse readequação organizacional

18/12/2018 - 00:00:00. Última atualização: 18/12/2018 - 08:10:17.

Reprodução


Usuários reclamam e relatam falhas, como lentidão e permanência do sistema por muito tempo fora do ar

Desde 2017, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está implantando novo modelo de atendimento em todas as suas agências, conhecido como INSS Digital. Segundo a instituição, a ferramenta visa modernizar os serviços e melhorar o atendimento aos cidadãos. No entanto, usuários reclamam e relatam falhas, como lentidão e permanência por muito tempo fora do ar. 

É o caso de Paulo Roberto Fogo, que acionou a reportagem do JM Online, lamentando a utilização da ferramenta para todo tipo de requerimento. A assessoria de comunicação do INSS afirma que a redução iminente do quadro de pessoal exigiu da autarquia uma readequação organizacional dos processos e redimensionamento da forma de trabalho para atender às demandas do instituto. Revela ainda que 34% da mão de obra se encontra em condição de se aposentar. Por isso, foram criadas Centrais de Análise, que estão sendo estruturadas.

Um grupo de servidores está sendo realocado para atuar exclusivamente na análise e concessão de benefícios nas 104 gerências-executivas do INSS em todo o país. “O objetivo é ampliar a força de trabalho na análise para concessão de benefícios”, afirma em nota.

Nesse novo modelo de gestão, as agências físicas continuam funcionando como pontos de atendimento de segurados para recebimento de documentos, prestação de informações ou mesmo acolhimento da parcela da população que não tem acesso à internet. O instituto garante que os servidores que atuarão nessas centrais não precisarão deixar suas unidades de lotação, uma vez que vão trabalhar de forma remota nos processos.

Pelo “Meu INSS” (que pode ser acessado pelo computador ou celular), o segurado acompanha todas as informações da sua vida laboral, ou seja, sua história de trabalho, como dados sobre contribuições previdenciárias, empregadores e períodos trabalhados.

INSS Digital. Nas unidades em que o INSS Digital já foi implantado, como é o caso de Uberaba, o instituto afirma que o segurado apenas leva os documentos para serem digitalizados no dia do atendimento agendado e, em seguida, recebe o número do protocolo de requerimento para acompanhar pela internet o andamento do processo. “Em Minas Gerais, com exceção da perícia médica, todas as unidades de atendimento ao cidadão já funcionam nesse novo fluxo de tramitação eletrônica de processos”, explica em nota.

Por meio do telefone de atendimento (135), o cidadão pode fazer reclamações e sugestões, além de ter acesso aos serviços do INSS e agendamentos de atendimento. A central funciona de segunda a sábado e, durante o horário de verão, em Minas Gerais, atende de 8h às 23h.

 

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia