JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de junho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Projeto Descarpet é premiado durante V Congresso de Diabetes do Triângulo Mineiro

O pôster premiado apresentava o trabalho realizado em uma Unidade de Saúde do município

11/12/2018 - 00:00:00. Última atualização: 11/12/2018 - 08:34:10.

Trabalho de profissionais da Diretoria de Atenção à Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde de Uberaba ganhou primeiro lugar durante V Congresso de Diabetes do Triângulo Mineiro, realizado em Uberaba entre os dias 06 e 08 de dezembro. Devido o apoio da Prefeitura na realização do Congresso, foram disponibilizadas 100 vagas para os profissionais da Diretoria de Atenção em Saúde. O pôster premiado apresentava o trabalho realizado em uma Unidade de Saúde do município com pacientes portadores de Diabetes sobre o descarte seguro de seringas e agulhas, chamado “Descarpet”. 

Fabiana Fernandes Silva de Paula, enfermeira da SMS, uma das autoras do pôster premiado, explica que a proposta apresentada surgiu após um levantamento durante atendimento no grupo HIPERDIA, que destina-se ao cadastramento e acompanhamento de portadores de hipertensão arterial e/ou diabetes mellitus atendidos na rede ambulatorial do Sistema Único de Saúde – SUS. A equipe estratégia saúde família (ESF) buscava verificar como era realizada descarte material perfuro cortante e insumos utilizados pelos insulinodependentes no domicilio, bem como verificar junto aos profissionais da referida equipe saúde das informações prestadas a respeito.

“Começamos com uma reavaliação dos pacientes, com relação a saúde e necessidades para entender se era preciso mudar a forma de intervenção com os pacientes insulinodependentes. Entre as perguntas, questionamos como era feito o armazenamento da insulina e descarte, para ter um controle dessas informações, e descobrimos que dos 48 pacientes em uso de insulina, 91,9% faziam descarte dos insumos da aplicação no lixo comum”, relata Fabiana.

Com o título “Insulinoterapia em domicílio: atitudes de pacientes frente ao descarte do lixo de saúde gerado no domicilio”, o trabalho discorre sobre a capacitação e sensibilização dos profissionais da ESF quanto ao tema, e o projeto de intervenção “Descarpet”. A equipe da Unidade, com auxilio dos pacientes, arrecadam frascos de amaciante ou água sanitária, por serem mais rígidos e terem o bocal mais largo. Cada paciente ao receber a insulina e as seringas, recebem também um “Descarpet” devidamente identificado, com rótulo, e relatado em folha controle para realizar o descarte.

“Marcamos o frasco até o lugar que o paciente pode encher o frasco, entregamos a insulina, as agulhas e os frascos, com o paciente trazendo de volta quando alcança a marca para fazermos o controle e o descarte adequado. 86% dos pacientes já adquiram o hábito, pois também temos o ‘Destaques do Descarpet’, com foto fixada na unidade, reconhecendo que traz o material certinho todo mês e está colaborando com o projeto, incentivando a participação”, relata a enfermeira. 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia