JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 14 de novembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Dívida de uberabenses com a União cresce 44% desde janeiro deste ano

Número de devedores da União em Uberaba, considerando pessoas físicas e jurídicas inscritas na dívida ativa, cresceu cerca de 11%

- Por Thassiana Macedo Última atualização: 12/07/2018 - 13:11:13.

Foto/arquivo


Sede da Receita Federal em Uberaba, onde os débitos da União são processados e encaminhados à Procuradoria-Geral da Fazenda 

Número de devedores da União em Uberaba, considerando pessoas físicas e jurídicas inscritas na dívida ativa, cresceu cerca de 11% de janeiro a até ontem, 11 de julho. O valor do débito aumentou 44% no mesmo período.

No primeiro mês de 2018, um total de 8.925 uberabenses devia à União tributos diversos, além de previdenciários e FGTS. Em nova pesquisa à lista divulgada pelo Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC), da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, em julho de 2018 o número de devedores saltou para 9.904 devedores.

Em Uberaba, juntos, os 20 primeiros da lista deviam, em janeiro de 2017, mais de R$1 bilhão, 662 milhões e 318 mil. Em janeiro de 2018, o valor caiu para R$603 milhões e 845 mil, mas este mês a dívida desse grupo de maiores inadimplentes do município subiu para quase R$870 milhões e 730 mil, o que representa um crescimento de cerca de 44% em seis meses.

A primeira pessoa da lista deve, sozinha, quase R$123 milhões em encargos federais não previdenciários. Em segundo aparece a Transmil, ex-concessionária do transporte coletivo de Uberaba que pediu recuperação judicial no início de 2013 em razão de dívidas que à época ultrapassavam R$3,6 milhões. Hoje, a massa falida da empresa deve à União nada menos que R$120 milhões e 738 mil em tributos diversos. Em terceiro lugar está um supermercado, que também deve mais de R$91 milhões e 230 mil.

Somente os 10 primeiros da lista deviam juntos mais de R$1 bilhão e 243 milhões em tributos ao governo federal em janeiro de 2017, quantia que caiu para quase R$461 milhões e 696 mil no primeiro mês de 2018 e agora subiu novamente para R$617 milhões e 481 mil.

Em janeiro de 2017, a maior devedora uberabense era a massa falida da Layff Kosmetic Ltda., que tinha dívida de mais de R$159 milhões e 224 mil. A empresa caiu para a quinta posição no ranking, porque ainda tem uma dívida de mais de R$49 milhões e 622 mil com a União.

Em Minas Gerais, o número de pessoas físicas e jurídicas devendo tributos à União também subiu de 391.079 para 415.567 registros e agora já soma quase 440 mil devedores. A primeira da lista é a Samarco Mineração S.A., que em 5 de novembro de 2015 não evitou o rompimento das barragens Fundão e Santarém, no distrito de Mariana. O acidente derramou lama contaminante no rio Doce, comprometendo o ecossistema de dois estados. Hoje, a empresa deve à União mais de R$1 bilhão e 148 milhões.

Entre os grandes devedores mineiros estão empresas de instalação de sistemas eletrônicos, fabricação de açúcar e álcool, comércio de produtos minerais e construção de obras-de-arte especiais. A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional é o órgão que busca recuperar os créditos tributários e não-tributários inscritos na dívida ativa da União.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia