JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 15 de novembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Atendimentos e realização de exames no HC/UFTM são normalizadas

A previsão de retomada das cirurgias eletivas de abdômen e ortopédicas é na próxima segunda-feira

Última atualização: 25/05/2018 - 12:40:54.

Atualizada às 12h04

Greve dos caminhoneiros continua afetando serviços de saúde em Uberaba. Algumas cirurgias e também alguns atendimentos estão comprometidos no Hospital de Clínicas da UFTM desde ontem. A assessoria de imprensa da unidade hospitalar informou a reportagem que as eletivas ortopédicas e de abdômen, também eletivas, exigem nitrogênio líquido e estão suspensas ainda hoje.

Segundo nota enviada à reportagem do JM Online, o HC/UFTM está em situação de desabastecimento de reagentes para exames de coagulação sanguínea e de urina, ataduras de crepe e nitrogênio líquido. Os itens estão em trânsito, mas não conseguem chegar à unidade em decorrência da paralisação dos caminhoneiros, que está no quinto dia de manifestações, comprometendo o abastecimento de diversos setores em todo o país.

Com relação aos exames de coagulação e de urina, que a princípio seriam reduzidos a partir de amanhã (26), a assessoria de imprensa do HC/UFTM informou no fim desta manhã que estarão normalizados. “Com relação ao desabastecimento de reagentes para exames de coagulação sanguínea e de urina, um carro do Hospital se deslocou até Uberlândia para retirada do material, de modo que os exames foram normalizados na presente data”, diz trecho da nota.

No que tange às ataduras de crepe, a direção do hospital solicitou e obteve empréstimo do produto junto à Secretaria Municipal de Saúde de Uberaba. Já no que se refere ao nitrogênio líquido, o HC-UFTM recebeu do fornecedor a previsão de entrega do produto na segunda-feira.

Por fim, a nota enviada pela unidade hospitalar explica que uma compra emergencial de gêneros alimentícios está em curso para evitar preventivamente o desabastecimento do serviço de nutrição hospitalar.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia