Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
CIDADE
Tamanho do texto: A A A A
Thassiana Macedo - 16/03/2018

Greve em favor do auxlio-moradia para juzes do Trabalho

Compartilhar:

Arquivo


Na Justiça do Trabalho em Uberaba, os juízes suspenderam as audiências marcadas para a data de ontem

Paralisação de juízes marcada para ontem em defesa da manutenção do auxílio-moradia mobilizou parcialmente a magistratura brasileira e a tendência foi seguida em Uberaba. A greve foi convocada pela Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e recebeu apoio da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra). Porém, em Uberaba, apenas os juízes do Trabalho aderiram, suspendendo somente as audiências que estavam marcadas para a data de ontem. Já os juízes federais trabalharam normalmente.

Segundo levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), na Justiça Federal e na Justiça do Trabalho atuam um total de 5.400 juízes, o que representa cerca de 30% dos 18 mil juízes em exercício em todo o país, incluindo os magistrados que trabalham na Justiça Comum. Atualmente há 3.600 magistrados na Justiça do Trabalho e 1.800 na Federal.

Ao convocar a greve, a Ajufe destacou que o reajuste da remuneração dos magistrados de acordo com a inflação, prevista na Constituição Federal, está atrasado desde 2015 e representa perda acumulada de 40%. A entidade afirma que o auxílio-moradia é pago em dinheiro ou por meio de concessão de moradia funcional a membros dos três poderes da República, entre outras carreiras públicas, como políticos, oficiais das Forças Armadas, das polícias militares e também para alguns servidores públicos, mas somente a destinada à magistratura é alvo de questionamento.

Por outro lado, a Associação dos Magistrados do Brasil (AMB), que congrega 14 mil filiados - sendo 11 mil da ativa e três mil aposentados -, e a maioria das justiças estaduais não aderiram ao movimento.

Na próxima quinta-feira, dia 22, uma ação em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF) que pode interromper o pagamento do benefício. O auxílio-moradia, hoje no valor de R$4.377,73, é pago desde setembro de 2014 a todos os juízes do país, mesmo aos que possuem imóvel próprio na cidade em que atuam. Por enquanto, o pagamento está garantido por decisão liminar (provisória) do ministro Luiz Fux, a qual ampliou o benefício para promotores e procuradores federais.



OUTRAS NOTCIAS


Com mais de 70ton recolhidas, Mutiro de Limpeza avana; fumac segue cronograma at dia 4 (23/04)
Sagri rene setor agrcola para balano da safra de vero (23/04)
Comea hoje a vacinao contra a gripe; algumas unidades de sade tero horrio estendido (23/04)
Grupo vai monitorar atendimento social (22/04)
Prazo para inscrio no Encceja termina dia 27 (22/04)
Com chuva abundante, safra de Uberaba deve registrar aumento (22/04)
Uniube recebe Hemocentro Mvel para doao de sangue (22/04)
Uberaba ter concerto da Orquestra Municipal no dia 27 de abril (22/04)
A 20 dias do fim do prazo da biometria, 17% dos eleitores ainda no se cadastraram (22/04)
Comea na segunda-feira a Campanha de Vacinao contra a Gripe de 2018 (21/04)
Professores fazem aperfeioamento sobre as relaes tnico-raciais (21/04)
Participao de empresas mineiras na lista suja do trabalho escravo volta a aumentar (21/04)
Nova fase do projeto de gravao de audincias no Frum chega em maio (21/04)
Codau Cultural ter Circuito Jazz amanh no Parque das Barrigudas (21/04)
Transporte clandestino de pessoas ser fiscalizado durante ExpoZebu (21/04)
Uberaba receber neste domingo a 1 Corrida Rstica do Emas (21/04)
Campanha para conscientizao de motoristas e usurios da ciclofaixa acontece neste sbado (21/04)
Comrcio de rua fecha no feriado deste sbado; supermercados abrem (20/04)
Minas assina acordo para converso de multa ambiental em prestao de servio (20/04)
Promotor recomenda a exonerao de familiares de secretrio da PMU (20/04)




San Marco - 20 abril
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Coronel Peres, titular da 5 RPM, falou a empresrios na semana passada, afirmando que a criminalidade diminuiu 42% no primeiro trimestre do ano (comparativo a igual perodo em 2017). Voc sente esta queda no dia-a-dia?




JM FORUM
Na sua opinio, o que leva as grandes empresas a diminurem suas participaes em Uberaba ou at mesmo a deixarem a cidade?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018