JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 12 de dezembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Mineiros poderão receber mensagens de alerta de desastres naturais

O serviço não tem custo para o cidadão e nem para o governo; os alertas são enviados pelo Cenad

Última atualização: 12/01/2018 - 11:20:43.

 A partir da próxima segunda-feira (15), os moradores dos estados de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás poderão se cadastrar para receber mensagens de alerta de desastres naturais por SMS. O sistema foi desenvolvido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em parceria com os órgãos de Defesa Civil e as operadoras de telefonia móvel.

A expectativa da Anatel é de que até março deste ano todos os brasileiros recebam mensagens de alerta sobre tempestades, vendavais e outros fenômenos meteorológicos. O serviço não tem nenhum custo para o cidadão e nem para o governo. Cerca de 20 países contam com serviços semelhantes, como Canadá, Chile, Bélgica, Filipinas e Japão.

No total 1.942.528 assinantes já utilizam o serviço, já foram enviados 1.775 alertas e enviadas 24.851.355 mensagens de texto nos estados participantes.

A convocação para que os moradores participem do programa será feita pela seguinte mensagem que será enviada: "Defesa Civil Nacional informa: novo serviço de envio de SMS gratuito com alertas de área de riscos. Para se cadastrar responda para 40199 com CEP de interesse".

Ao fim do cadastro, o usuário é informado que o celular está apto a receber alertas de inundações, alagamentos, temporais, perigo de deslizamentos de terra, entre outros, e recomendações da Defesa Civil. Se o usuário desejar, é possível cancelar o recebimento dos alertas por mensagem de celular.

Os alertas são enviados pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) e pelas Defesas Civis dos estados. O acompanhamento executivo do serviço de alertas por SMS é feito pela ABR Telecom.

Em 19 de fevereiro, será a vez do Distrito Federal, Mato Grosso e Tocantins. Os demais estados (Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Maranhão, Pará, Amapá, Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima) serão inseridos em 19 de março. Acesse aqui!

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia