Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
CIDADE
Tamanho do texto: A A A A
Thassiana Macedo - 13/09/2017

Fetaemg faz evento sobre reforma trabalhista

Compartilhar:

Foto/Divulgação

Vilson Luiz da Silva, presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Minas Gerais, durante o evento

Uberaba sedia desde ontem o seminário “O Movimento Sindical de Trabalhadores Rurais e a Reforma Trabalhista – Impactos e Desafios”, promovido pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg). O objetivo do encontro é discutir sobre a reforma aprovada pelo governo com as 150 lideranças sindicais do Triângulo Mineiro e noroeste do Estado, informando os pontos que sofrerão mudanças e alertar os trabalhadores para os impactos que elas poderão trazer para a vida dos trabalhadores.

O presidente da Fetaemg, Vilson Luiz da Silva, afirma que a discussão é fundamental para que a classe trabalhadora compreenda todas as particularidades sobre a nova lei e a gravidade da reforma trabalhista, bem como para ter consciência de que a luta e o voto nas eleições são as principais ferramentas para a reestruturação do país.

O dirigente reforça que as mudanças na lei vão valer a partir de novembro, mas muitos empresários já estão se antecipando e a classe trabalhadora não pode ficar só assistindo. “Trouxemos o corpo jurídico da Federação para explicar tudo aquilo que falaram na televisão sobre a reforma, de que ia ser bom para gerar empregos, mas estamos chegando à conclusão que com a reforma trabalhista que foi aprovada no Brasil, com parte da CLT e da Constituição rasgadas, o desemprego pode chegar a 30 milhões de brasileiros. E com uma tentativa mais profunda de enfraquecer os sindicatos, ferramenta de luta de uma categoria”, alerta.

A programação em Uberaba termina hoje e o seminário segue para Alfenas, onde debates e palestras ocorrem a partir de amanhã (14). Antes disso, os debates entre as lideranças sindicais presentes em Uberaba vão resultar em deliberações sobre os próximos passos. “Vamos sinalizar qual serão os encaminhamentos, qual será a nossa atitude para manter o movimento firme, forte, ousado e combativo para defender e contrapor todo esse processo que a classe empresarial está jogando contra os trabalhadores”, frisa.



OUTRAS NOTCIAS


Ipserv convoca para recadastramento (23/09)
Virada Educao estimula volta de aluno que abandonou a escola (23/09)
Multivacinao aplicou mais de 2 mil doses at esta sexta-feira (23/09)
Apesar de positiva, gerao de emprego em agosto pequena (23/09)
Ateno: Eurpedes Papini, conhecido por Pepita, est desaparecido (23/09)
Primavera chega hoje e as chuvas podem ocorrer na semana que vem (22/09)
Codau diz que ainda no h necessidade de racionamento (22/09)
MP abre inqurito para que Regulao no envie pacientes no-urgentes (22/09)
HC/UFTM afirma que adota todas as medidas para controlar bactria (22/09)
UAI de Uberaba vai oferecer servios do Ncleo de Assistncia Famlia (22/09)
Blitz resulta em 19 autuaes por excesso de velocidade na Semana Nacional de Trnsito (22/09)
Reunio da Sagri com entidades discute preveno de incndios nas reas rurais (22/09)
Ateno: Eurpedes Papini, conhecido por Pepita, est desaparecido (22/09)
Campanha de Multivacinao termina amanh; no dia D, 480 se imunizaram (21/09)
Rua Marqus do Paran passar a ter mo nica em toda sua extenso (21/09)
Trabalhadores dos Correios mantm paralisao por tempo indeterminado (21/09)
Hospital est sob interveno sanitria por surto da bactria KPC (21/09)
Greve de funcionrios da Ebserh suspensa e HC retoma cirurgias (21/09)
Esto abertas as inscries para o concurso Miss Gay Uberaba 2017 (21/09)
Enfermeiros da Ateno Bsica passam por atualizao sobre o e-SUS (21/09)




EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Publicado decreto de n 1.083/2017, que tem durao de 30 dias, que vai multar quem desperdiar gua em Uberaba. Voc concorda com a medida?




JM FORUM
Operao do Comando de Operaes Especiais do Sistema Prisional (Cope) na penitenciria Professor Aluzio Igncio de Oliveira visa coibir atuao do PCC na unidade. Na sua opinio, a atuao se faz necessria e eficaz?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017