JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de março de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Prefeito deve encaminhar projeto de reforma administrativa à CMU

28/11/2018 - 00:00:00.

LEGENDA
Leitor
Nem bem começou o plantio das mudas previstas no projeto paisagístico do calçadão e já teve um infeliz estacionando bicicleta no canteiro. Cartão vermelho pra ele!

Emergência financeira
Ao que tudo indica, o prefeito Paulo Piau já optou por decretar emergência financeira no município, ao invés do anteriormente cogitado decreto de calamidade financeira, como fez o prefeito Odelmo Leão na vizinha Uberlândia. A diferença entre essas duas situações é a seguinte. Situação de Emergência é uma situação anormal, provocada por um fato grave que causa danos e prejuízos que impliquem o comprometimento parcial da capacidade de resposta do poder público às suas responsabilidades com os cidadãos. Já o Estado de Calamidade Pública é uma situação anormal, também provocada por um fato grave ou um desastre, causando danos e prejuízos que impliquem o comprometimento substancial da capacidade de resposta do poder público.

A caminho
Prefeito Paulo Piau deve encaminhar projeto de reforma administrativa à Câmara Municipal nas próximas horas, para votação ainda este ano. Os vereadores já teriam sido informados sobre as medidas, especialmente sobre a redução drástica no número de cargos em comissão. Aliás, muitos servidores comissionados são “apadrinhados” pelos edis e vão perder o emprego justamente nessa época de fim de ano.

Fusão e incorporação
Segundo consta, o projeto de reforma administrativa é bastante amplo e prevê fusões de secretarias e redução de cargos de confiança. Os cortes devem atingir tanto a administração direta quanto indireta, ou seja, secretarias, autarquias, fundações. Uma das fusões poderá atingir Agricultura e Meio Ambiente. Outra: Obras e Serviços Urbanos, ou Obras e Planejamento. A conferir.

Tesoura afiada
Dos atuais 837 cargos passíveis de ocupação na Prefeitura, 642 estão preenchidos até agora. Consta que a intenção do prefeito é reduzir esse número à metade (ou até menos, se for possível), de imediato.

Desprendimento
Diante da situação financeira aflitiva na Prefeitura, o secretário de Administração, Rodrigo Vieira, colocou o cargo à disposição do prefeito Paulo Piau, na sexta-feira, em demonstração de desprendimento como raramente se vê nos meios políticos locais.

Expediente encolhido
Entre as medidas de enxugamento de despesas durante a emergência financeira está definida a adoção de um único período de trabalho, em todas as repartições da PMU. No caso, o horário será das 12 às 18h, de segunda a sexta-feira. Não está descartada a jornada de quatro dias por semana, se a situação apertar. Ou seja, os servidores trabalhariam de segunda a quinta-feira, por exemplo, para reduzir as despesas com energia elétrica, principalmente.

Melhor do dia
Anúncio da escolha do deputado federal Marcos Montes para ocupar a secretaria executiva do Ministério da Agricultura foi a melhor notícia dessa terça-feira. Afinal, Uberaba ocupará posto de projeção no governo Bolsonaro, justamente numa área importante para a economia do município. Marcos Montes não conseguiu se eleger vice-governador de Minas, mas deu a volta por cima ao se tornar uma espécie de “vice-ministro”, o que mostra o prestígio de que desfruta nas altas esferas do poder.

E o Natal?
Faltando menos de um mês para o Natal, até agora Uberaba parece que não entrou no clima. Nenhum enfeite nas ruas, raríssima decoração nas lojas... Para piorar, as obras ainda tomam conta do centro da cidade e complicam o trânsito. Que pena! Enquanto muitas cidades investem no Natal e faturam com o comércio de presentes e produtos específicos para essa época, Uberaba ainda não achou uma forma de transformar essa data festiva numa alavanca para negócios e turismo. Bem que o exemplo de Gramado poderia ser seguido, começando devagar para fazer fama em médio prazo. Com a cidade gaúcha foi assim: lançou o Natal Luz anos atrás e hoje essa é uma tremenda fonte de renda para o comércio, para a hotelaria, enfim, injeta milhões de reais na economia daquele município.

Rua do comércio
Sem querer ensinar “Pai-Nosso a vigário”, mas alguns exemplos podem servir de parâmetro para futuras ações de Uberaba visando ao fortalecimento do comércio. Veja a vizinha Porto Ferreira, que transformou uma via marginal à rodovia Anhanguera em vitrine para cerâmicas e vidros, que são o forte do seu parque industrial. Basta passar por lá para observar a quantidade de veículos particulares, vans, ônibus de turismo que levam centenas de turistas para fazer compras. Por que não criarmos aqui uma alameda de doces e queijos, artesanato e afins? Uberaba tem boa fama nesses segmentos e pouco os explora com o necessário profissionalismo, em caráter permanente. E deveria. Basta ver como fica o Mercado Municipal nos fins de semana para perceber que há demanda por esses produtos e viabilidade para investidas mais ousadas visando ao fortalecimento do comércio uberabense.

Natal diferente
Natal no Parque Fernando Costa será diferente este ano. Além da iluminação que será inaugurada no dia 11 de dezembro, o Parque sediará uma feira de produtos diversos, com ênfase para os presentes natalinos.
 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia