JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 12 de dezembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Levantamento aponta que o número de inadimplentes no Brasil cresceu 4,31% em julho

No total, o país encerrou o último mês com 63,4 milhões de negativados

10/08/2018 - 00:00:00. - Por Agência do Rádio

Segundo dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), o volume de consumidores com restrição no CPF cresceu 4,31% na comparação entre julho e o mesmo período do ano anterior.

No total, o país encerrou o último mês com 63,4 milhões de negativados. De acordo com a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, os atrasos em contas, como água e luz, lideraram a alta.

“A conta que ais está deixando de ser paga é aquela ligada aos serviços básicos, como água luz e telefone. A alta registrada nessas contas, no atraso dessas contas, foi de 7,66%, o que mostra que, de fato, o brasileiro está com o orçamento apertado, tanto assim, que ele deixa de pagar inclusive os serviços básicos.”

De acordo com o levantamento, em seguida aparece o número de dívidas bancárias, incluindo cartão de crédito, cheque especial, empréstimos, financiamentos e seguros, que subiu 6,90%.

Segundo a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, a região do país que registrou o maior número de negativados foi o Sudeste, seguido pela região Nordeste. “Quando a gente fala do número de pessoas inadimplentes e do crescimento da inadimplência, o Sudeste tem um destaque negativo. O crescimento em relação ao mesmo mês do ano passado foi de 10,4%, portanto acima da média nacional, e nessa região a gente tem 27 milhões de pessoas com o nome sujo. Quando a gente fala de crescimento da inadimplência, o segundo lugar, bem atrás do Sudeste, ficou com o Nordeste, que avançou 4,84%", afirma.

A pesquisa aponta também que mais da metade dos devedores com restrição em CPFs tem entre 30 e 49 anos. 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia