Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
GERAL
Tamanho do texto: A A A A
Thassiana Macedo - 21/04/2015

MPs recomendam que PMU fiscalize edificaes perto do aeroporto

Compartilhar:

O Ministério Público Federal e Ministério Público Estadual enviaram recomendação ao prefeito Paulo Piau e aos secretários de Meio Ambiente e Turismo, de Infraestrutura e de Planejamento pedindo que revisem todos os atos administrativos relativos a edificações e demais empreendimentos no entorno do Aeroporto Mário de Almeida Franco.

O objetivo é que o município ajuste a concessão de licenças, alvarás e autorizações, incluindo os já emitidos, ao Código Brasileiro de Aeronáutica e demais normas, que fixam restrições referentes a construções perto de aeroportos. Foi dado prazo de 10 dias para que a PMU informe se vai acatar a recomendação. Além disso, o município deve fiscalizar a área para detectar e reprimir eventuais ocupações que coloquem em risco a segurança do aeroporto, evitando futuras ações de desocupação.

Há cerca de dois anos, relatório de inspeção da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) apontou que as duas cabeceiras da pista de pouso e decolagem não respeitavam as faixas de segurança de 150 metros exigidas pela legislação, em virtude das construções residenciais ao redor do aeroporto. Na época, a Infraero chegou a ser multada, em virtude do descumprimento das normas de segurança.

Após a audiência pública, o município fez o levantamento das áreas a serem desapropriadas, sendo 94 lotes, cinco chácaras e duas glebas, e declarou-as de utilidade pública por meio do Decreto Municipal nº 1308/13. No último dia 4 de março, a Anac aprovou o Plano Diretor Aeroportuário de Uberaba, produzido pela Infraero, e, segundo os MPs, a Prefeitura aguarda liberação de verbas do programa de aviação regional para iniciar as desapropriações e as obras de adequação.

O documento foi assinado pelo coordenador regional das Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, Carlos Alberto Valera, pela promotora de Justiça Claudine Lara Bettarello e pelos procuradores da República Thales Messias Pires Cardoso e Felipe Augusto de Barros Carvalho Pinto. Para eles, é “fundamental que o município reveja os atos administrativos que estiverem em desacordo com a legislação específica, fiscalizando e embargando construções e empreendimentos que não observem as restrições existentes no raio de aproximação das pistas para decolagem e aterrissagem”.



OUTRAS NOTCIAS


Nutrlogo indica como pode ser o caf da manh para diabticos (24/09)
Mastologista esclarece que a mamografia ainda salva vidas (24/09)
Mega-Sena acumula pela sexta vez seguida e dever pagar R$ 40 milhes (24/09)
Mudanas na legislao favorecem motofretistas (24/09)
Exrcito e Aeronutica investem mais de R$ 4 milhes na agricultura familiar (24/09)
Mochila extraviada em viagem gera indenizao de mais de R$ 15 mil (23/09)
Com pouca economia de energia, horrio de vero pode no ocorrer (23/09)
Ministro nega pedido de liberdade aos irmos Joesley e Wesley Batista (23/09)
Em vdeo, Temer rebate acusaes da segunda denncia da PGR (23/09)
Caixa reduz para 50% limite para financiamento de imveis usados (23/09)
Registro de frequncia escolar de beneficirios do Bolsa Famlia comea dia 1 de outubro (22/09)
Testes apontam que vacina brasileira pode prevenir zika em gestantes (22/09)
Telecomunicaes perdem espao, mas se mantm no topo da receita de servios (22/09)
Sorteio da Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 35 milhes no sbado (22/09)
OEA acompanhar eleies no Brasil a convite do Tribunal Superior Eleitoral (22/09)
Carto do Bolsa Famlia deve ser ativado antes do saque do benefcio (22/09)
Campanha de multivacinao termina nesta sexta-feira em todo o pas (22/09)
Juiz rejeita ao de consumidora que alegou ter comprado frango estragado (21/09)
Banco Central eleva projeo de crescimento da economia para 0,7% este ano (21/09)
Prvia da inflao em setembro tem o menor resultado para o ms desde 2006 (21/09)




EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Publicado decreto de n 1.083/2017, que tem durao de 30 dias, que vai multar quem desperdiar gua em Uberaba. Voc concorda com a medida?




JM FORUM
Operao do Comando de Operaes Especiais do Sistema Prisional (Cope) na penitenciria Professor Aluzio Igncio de Oliveira visa coibir atuao do PCC na unidade. Na sua opinio, a atuao se faz necessria e eficaz?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017