Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ALTERNATIVA
Tamanho do texto: A A A A
ALTERNATIVA
24/01/2017

Compartilhar:



Festival de cargos
Está difícil de fechar a conta feita pelo prefeito Paulo Piau, sobre os cortes nos cargos comissionados nesse segundo mandato. Até o Porta-Voz de nº 1477 haviam sido nomeadas 344 pessoas para ocupar cargos comissionados na administração direta, sem contar os 07 nomeados para a Feti, os 11 na Fundação Cultural de Uberaba, os 09 na Funel, os 03 do Procon, além dos 19 do Codau. Cohagra e Codiub ainda não constavam nas publicações. Com as nomeações publicadas até o Porta-Voz nº 1480, o total saltou para 352 pessoas em cargos comissionados na administração direta. Na sexta-feira, 20, mais uma leva de 49 novos comissionados foi nomeada. Já são até agora 393 comissionados na administração direta, fora os outros 9 comissionados na administração indireta. E ainda faltam titulares para algumas secretarias, como Planejamento e Comunicação, por exemplo. Se o prefeito continuar as nomeações de comissionados nessa mesma toada, daqui a pouco a Prefeitura vai passar dos 750 comissionados que existiam no seu primeiro mandato...

Comparativo alarmante
Embora a economia local e a arrecadação municipal sejam infinitamente mais modestas do que a da vizinha Ribeirão Preto, os números de cargos comissionados nas duas cidades praticamente se equivalem. Vejam que lá existem 900 cargos comissionados na estrutura da Prefeitura, enquanto Uberaba admite até 823 comissionados, de acordo com a Lei nº 12.206/2015. Vale lembrar que o JM publicou na edição do dia 21/12/2016 matéria em que o prefeito garantiu o corte de 50% dos cargos comissionados.

Estrutura enxuta?

Não dá para entender a quantidade absurda de assessores nomeados para as mais diversas secretarias, fundações, autarquias municipais. São 112 cargos em comissão apenas para Assessor I, Assessor II, Assessor III e Assessor IV. Os salários variam de R$ 1.700 a R$ 4.220, o que é bastante razoável para o padrão salarial de Uberaba. Será que tem serviço para tanto assessor assim? E a Prefeitura precisa realmente dessa quantidade de assessores comissionados para funcionar?

Como assim? – Outro fato que chama a atenção nos decretos de nomeação de comissionados é que muitos têm efeito retroativo aos primeiros dias de janeiro. É de se perguntar: esses comissionados já estavam trabalhando nessas funções, antes mesmo das nomeações?

Poder – Por incrível que pareça, na lista dos nomeados para cargos em comissão há nomes conhecidos pelo trabalho realizado para adversários de Piau em campanhas eleitorais passadas, inclusive na de 2016. Mesmo assim eles conseguiram uma “boquinha” como comissionados, com salários superiores a R$ 4 mil. De quem terá sido a iniciativa para tanta “generosidade”?

Xô despesa!
Perguntar não ofende: para quem está precisando enxugar despesas, como é o caso da Prefeitura de Uberaba, será mesmo indispensável ter “chefe de departamento de ações culturais e assuntos afros” na Fundação Cultural de Uberaba???

Exceção
Ao contrário das demais pastas, até agora a Secretaria Municipal de Finanças nomeou apenas dois dentre os 10 cargos comissionados que poderia pedir. Secretário Wellington Fontes é dos poucos que realmente está prestigiando servidores de carreira.

Vox Populi
O prefeito Paulo Piau recebeu representantes de várias entidades na reunião de secretariado dessa segunda-feira. Piau já havia convidado sindicatos e vereadores para outros encontros, com o mesmo objetivo: interação dos novos secretários com a sociedade, criando oportunidade para ouvirem as demandas e sugestões de cada setor. Foi dada a palavra para todas. Participaram o presidente da Aciu, José Peixoto; Angelo Crema (CDL); Gleison Borges (Cigra), Eleiçon Mariano (Instituto de Engenharia), Eduardo Azank (OAB), José Toubes Neto (Sinduscon), Romeu Borges (Sindicato Rural), Luciano Veludo (G9), Márcia Moreno (Movimento Acorda Uberaba), Lúcia Nogueira (Amur), Alceu Neto (Sicoob) e os presidentes da ABCZ, Arnaldo Manuel, da Certrim, Luiz Henrique Borges e da ABO Maurício Ferreira.

Participação ativa

Aos que estavam acostumados à figura quase decorativa do vice-prefeito, uma boa notícia: o atual vice-prefeito, João Gilberto Ripposati, tem participado ativamente de todas as reuniões de secretariado.

 Big Brother Ambiental
Em entrevista à Rádio JM na manhã dessa segunda-feira, o promotor Carlos Valera revelou que o Ministério Público vai passar a monitorar as propriedades rurais via satélite, em todo o Estado. Esse monitoramento possibilitará a visualização dos locais com até 5 cm de distância, mapeando dessa forma toda espécie de atentado ao meio ambiente. Após esse trabalho, os resultados serão apresentados às entidades representativas do setor rural para que possam orientar seus associados sobre as exigências legais para regularização da propriedade. Só depois será deflagrada fiscalização nos imóveis. Intenção não é punir, mas regularizar os imóveis de acordo com as leis em vigor.

 







EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Com a crescente onda de rebelies nos presdios do pas, voc acredita que h risco de chegar a Uberaba?





JM FORUM
Conforme denncia do Sindicato dos Vigilantes de Uberaba, a concessionria que administra o Terminal Rodovirio mantm empresa de vigilncia clandestina. Na sua opinio, essa atitude compromete a segurana do local? Por qu?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017